Hospital São José

Situada numa região predominantemente agrícola, Itapuí recebe o fluxo migratório de centenas de migrantes sazonais que ali chegam para trabalhar no corte de cana nas diversas usinas da região. Além do fator agrícola, o município é também um polo turístico devido as suas belezas naturais às margens do rio Tietê.


Neste contexto de migração sazonal é que as Irmãs Missionárias Scalabrinianas, desde 1959, assumiram a missão no Hospital e Maternidade São José, para defender e promover a vida e a saúde dos moradores do município. Entidade filantrópica, sem fins lucrativos, o hospital presta assistência médico-hospitalar atendendo nas clínicas básicas: médica, pediátrica, ginecológica e obstetrícia, ortopédica, cirúrgica e serviços de diagnóstico e de ambulatório.


O Hospital, com 33 leitos, presta atendimento a uma população de aproximadamente 12.000 habitantes e dá cobertura à população dos cortadores de cana, na época da safra, bem como aos turistas que frequentam o balneário da cidade, em período de férias ou festividades. Seu atendimento esta direcionado basicamente, aos beneficiários do SUS (Sistema Único de Saúde), o qual atinge anualmente um percentual aproximado de 98% dos pacientes atendidos. Apenas 2% destes são atendidos através de outros convênios ou planos de saúde.


Num ambiente marcado pela pobreza, sofrimento, tristeza e dor, as Irmãs Missionárias Scalabrinianas procuram ser portadoras de esperança e vida, na assistência à saúde atendendo pessoas sem distinção de qualquer natureza e de todas classes sociais, provenientes da região.


Além do serviço prestado na área de saúde no Hospital e Maternidade São José, as Irmãs realizam um trabalho totalmente voltado às necessidades das pessoas carentes, atendendo às gestantes, crianças, idosos e doentes da cidade. É durante a safra de cana, devido às precárias condições de trabalho e de transporte dos trabalhadores que acidentes são mais frequentes. Neste contexto dá-se o trabalho importante das Irmãs que, como enfermeiras, prestam no socorro emergencial e clínico aos trabalhadores acidentados, feridos ou com problemas de insolação, vêm até o Hospital da cidade, buscar cura, o conforto e alento para o momento de dor e sofrimento vivido, muitas vezes, na distância da família.


Para responder à demanda da população de cortadores de cana, ligado ao Hospital foi organizada a Pastoral dos migrantes. “O objetivo desta pastoral é contribuir de forma significativa para a criação de espaços que promovam condições de vida digna para os migrantes temporários que vem na época da safra para Itapuí, proporcionando-lhes um ambiente de convivência fraterna, preservação de seus valores religiosos e culturais, facilitando a sua inserção na comunidade acolhida, fortalecendo suas lutas e organizações, e favorecendo maior intercâmbio entre as realidades de origem e destino dos migrantes.”



Trump apresenta plano que usa 800 mil imigrantes como moeda de troca para muro com o México

Outras medidas de segurança foram pedidas ao Congresso para manutenção dos direitos dos 'dreamers'






Muiltimídia
Vídeo Hino de Madre Assunta CN Notícias: Em Brasília, congregação prepara beatificação de Madre AssuntaConvite para participação na Beatificação de Madre Assunta Encontro Formação Permanente Irmãs Missionárias Scalabrinianas 2015


  HOME

Nossa História

Congregação
Missão
Fundadores
Onde Estamos
Província

Formação

Pastoral Vocacional
Aspirantado
Postulando
Noviciado
Juniorato
Formação Permanente
Sócio-Pastoral

Ação Social
Migração

Educação

Rede de Educação Scalabriniana Integrada
Proposta Pedagógica
Unidades Escolares
Educação Cristã
CESPROM

CESPROM São Paulo
CESPROM Cambucí
CESPROM Vicente Carvalho
CESPROM Jundiaí

Saúde

Pastoral da Saúde
Hospital São José
Santa Casa de Misericórdia
Comunicação

Artigos Downloads
Boletim Partilhar é Viver
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Informativo MADRE ASSUNTA
Revista Esperança
Últimas Notícias

Fale Conosco