Migração

Deslocados

Pessoa abrigada a migrar dentro do seu próprio território nacional, abandonando sua localidade de residência e suas atividades econômicas habituais, porque sua vida, liberdade e integridade são vulneráveis e se encontram ameaçadas. São os forçados a migrarem dentro do próprio país, por motivo de violência interna, luta armada, violação de direitos humanos; vivem em situações semelhantes à dos refugiados, mas permanecem no seu país.

 

Migrantes  Temporários

Quando a pessoa migra por tempo determinado, como exemplo, os trabalhadores nas barragens, estradas; quando a migração é só durante um determinado período de tempo.



 



Refugiados

Também conhecidos como refugiados internos, são populações forçadas a fugir de suas casas, mas, diferentemente dos refugiados, permanecem dentro das fronteiras do seu país.

 

Retornados

Pessoa que, gozando do estatuto do refugiado, retorna ao seu país de origem, deixando sua condição de refugiado.

 

Santuários

No interior da grande peregrinação que Cristo, a Igreja e a humanidade realizaram e devem continuar a realizar na história, todo o cristão é chamado a inserir-se e participar. O santuário para o qual ele se dirige deve tornar-se por excelência "a tenda do encontro", como a Bíblia chama ao tabernáculo da aliança”. os santuários são como pedras miliares que orientam o caminho dos filhos de Deus sobre a terra promovendo a experiência de convocação, encontro e construção da comunidade eclesial.

 

Turismo

A pastoral do turismo é a ação da Igreja que visa evangelizar com novos métodos as pessoas envolvidas na prática do turismo, tanto aquelas que se deslocam pelos mais variados motivos como as que estão envolvidas em todo processo.

A missão da Igreja nesse âmbito consiste, justamente, em dar um rosto humano ao turismo. Falar de turismo significa referir-se à realidade da mobilidade humana, que tem sem seu centro o ser humano. “O propósito central da pastoral do turismo é o de suscitar aquelas condições excelentes que ajudam o cristão a viver a realidade do turismo como momento de graça e de salvação. O turismo pode ser considerado, sem dúvida, como um daqueles novos areópagos de evangelização, um daqueles grandes campos de civilização contemporânea e da cultura, da política e da economia, nos quais o cristão é chamado a viver sua própria fé e sua vocação missionária (Pontif. Conselho para os Migrantes – Orientações para a Pastoral do Turismo, 18)”.










Rohingyas em Bangladesh: "As pessoas mal conseguem sobreviver"

"Quase 600 mil Rohingya procuraram refúgio em Bangladesh nos últimos dois meses. Os números não mostram sinais de desaceleração..."






Muiltimídia
Vídeo Hino de Madre Assunta CN Notícias: Em Brasília, congregação prepara beatificação de Madre AssuntaConvite para participação na Beatificação de Madre Assunta Encontro Formação Permanente Irmãs Missionárias Scalabrinianas 2015


  HOME

Nossa História

Congregação
Missão
Fundadores
Onde Estamos
Província

Formação

Pastoral Vocacional
Aspirantado
Postulando
Noviciado
Juniorato
Formação Permanente
Sócio-Pastoral

Ação Social
Migração

Educação

Rede de Educação Scalabriniana Integrada
Proposta Pedagógica
Unidades Escolares
Educação Cristã
CESPROM

CESPROM São Paulo
CESPROM Cambucí
CESPROM Vicente Carvalho
CESPROM Jundiaí

Saúde

Pastoral da Saúde
Hospital São José
Santa Casa de Misericórdia
Comunicação

Artigos Downloads
Boletim Partilhar é Viver
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Informativo MADRE ASSUNTA
Revista Esperança
Últimas Notícias

Fale Conosco