“Depois de tudo isso, devo dizer-lhes que vivam só de amor”, expressa missionário em Moçambique



     Escola Sagrada Família 

POR ROSINHA MARTINS
DE SÃO PAULO

 

Animado pelo pensamento bíblico "Levantemo-nos e ponhamos mãos à obra, Deus nos fará triunfar" (cf. Ne 2,18.20), o arcebispo de Beira e Paço, Moçambique, o argentino, dom Claudio Dalla Zuanna relatou em mensagem a situação pela qual passa o país. “Na sua passagem pelas "terras do Chiveve", o ciclone IDAI ceifou várias dezenas de vidas humanas (dados ainda provisórios) e deixou muitos feridos. Temos informações de que alguns rios estão a transbordar, como é o caso do rio Búzi e Púngué, estando neste momento a Vila do Búzi submersa”, diz trecho da mensagem.

A missionária scalabriana, Irmã Marinês Beasibetti, vive em Maputo e falou à Imprensa Scalabriniana nesta quinta, 21, afirmando que os desafios tendem a aumentar. “Muita morte, muitos feridos, habitações, escolas, igrejas foram danificadas. A população necessita de recursos, quites de sobrevivência dos mais variados”. Ouça a reportagem a seguir:





A situação pós - ciclone


   
 Seminário Bom Pastor

O ciclone, que atingiu uma das maiores cidades de Moçambique, Beira, percorreu um percurso de 130km, o que corresponde a uma área com mais ou menos um milhão de pessoas. Nesta região há 25 paróquias.

Ainda de acordo com informações de dom Claudio, 140 mil famílias ficaram prejudicadas, 22 Igrejas, 9 residências paroquiais foram danificadas. Ainda, 7 escolas católicas que atendem cerca 9.500 alunos, a residência episcopal, secretaria pastoral, Seminário, escritório da Cáritas, Centro de formação, rádio diocesana, todos sofreram danos como estrago dos telhados e perdas de materiais.

Relato de um religioso Lassalista


       
Irmão Nelson Rabuske, Lassalista em Moçambique

Religiosos e religiosas que atuam como missionários em Beira e Paço também sofreram as consequências da passagem do ciclone. 20 casas religiosas foram danificadas.  

Um religioso Lassalista falou em comunicado à família sobre a situação dos Irmãos. “Em cima do meu quarto caiu um coqueiro e quebrou o telhado. No dormitório dos postulantes também caiu um coqueiro e quebrou mais chapas de brasilit. As paredes da casa estão intactas e são fortes. O chiqueiro ficou todo descoberto e o estábulo dos cabritos também. A tempestade matou 3 porquinhos, 4 cabritos e 8 galinhas poedeiras, mas ainda sobraram galinhas caipiras e poedeiras. Tenho ração para mais duas semanas, depois disso vou ter que dizer-lhes que vivam só de amor. As fábricas de ração não estão funcionando e também não chega nada de fora, mas pode ser que até lá tenham arrumada a auto-estrada e voltem a providenciar. Os porcos estão no potreiro, soltos, procurando comida porque não há mais nada para eles”, contou.

Ainda, segundo o Irmão, o que mais lhes preocupa são as possíveis doenças que poderão assolar os moradores. “Estamos nos cuidando, mas a falta de higiene, a sujeira, falta de sono, de alimentação, tudo está podre nos arredores e afeta a saúde; a chuva continua a fazer mais e mais estragos e atrapalhar as coisas. As pessoas vivem em condições sub-humanas, anti-higiênicas, alimentando-se mal, dormindo mal e ficando vulneráveis. ”

A vida, a partir de agora, segue à luz de velas e lamparinas, enfatiza o Irmão, que ainda pode contar com o socorro de duas lanternas.  A casa destelhada ainda serve de abrigo. “Não há mais lonas, não há telhas, não há brasilit nem zinco. Mas ainda temos alguns lugares secos e conseguimos nos abrigar bem. A saúde ainda está boa. Comida ainda temos para 2 semanas, mas ainda é possível encontrar nos armazéns”.

Por Imprensa Scalabriniana com informações das Scalabrinianas, diocese de Beira e Lassalistas



Corredor da residência espiscopal


Igreja Nossa Senhora de Fátima



 Seminário Bom Pastor

 

 

 





Muiltimídia
Vídeo Hino de Madre Assunta CN Notícias: Em Brasília, congregação prepara beatificação de Madre AssuntaConvite para participação na Beatificação de Madre Assunta Encontro Formação Permanente Irmãs Missionárias Scalabrinianas 2015


  HOME

Nossa História

Congregação
Missão
Fundadores
Onde Estamos
Província

Formação

Pastoral Vocacional
Aspirantado
Postulando
Noviciado
Juniorato
Formação Permanente
Sócio-Pastoral

Ação Social
Migração

Educação

Rede de Educação Scalabriniana Integrada
Proposta Pedagógica
Unidades Escolares
Educação Cristã
CESPROM

CESPROM São Paulo
CESPROM Cambucí
CESPROM Vicente Carvalho
CESPROM Jundiaí

Saúde

Pastoral da Saúde
Hospital São José
Santa Casa de Misericórdia
Comunicação

Artigos Downloads
Boletim Partilhar é Viver
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Informativo MADRE ASSUNTA
Revista Esperança
Últimas Notícias

Fale Conosco