Conferência Municipal de Políticas para Imigrantes é realizada em São Paulo


 

 

São Paulo, 11 de novembro de 2019 (ACNUR) – Entre os dias 8 e 10 de novembro, foi realizada a 2ª Conferência Municipal de Políticas para Imigrantes em São Paulo, sob o lema “Somos Tod@s Cidadãos”. Seis anos após a primeira edição, diversas pessoas e instituições ligadas ao tema do refúgio e imigração, como a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), estiveram presentes na Faculdade Zumbi dos Palmares para avaliar e discutir propostas de integração dessa população no município.

 

Organizada pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, por meio do Conselho Municipal de Imigrantes e da Coordenação de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente, o total de 482 propostas foram produzidas em etapas prévias. Nesta etapa, o ACNUR realizou três encontros junto aos seus parceiros:  Aldeias Infantis, Associação Compassiva e Cáritas São Paulo.

 

“O ACNUR reconhece a cidade de São Paulo como uma cidade solidária às pessoas refugiadas, sendo a Conferência Municipal um exercício exemplar de garantia de direitos pela participação dos refugiados e imigrantes na proposição de medidas que impactam diretamente suas próprias vidas. A cidade de São Paulo está de parabéns por garantir esse espaço e por viabilizar que as reivindicações dessa população sejam ouvidas e discutidas para então serem implementadas”, disse o Representante do ACNUR, Jose Egas.

 

As propostas discutidas foram inicialmente organizadas em oito eixos específicos, envolvendo temas como o acesso à assistência social e habitação, proteção aos direitos humanos e combate à xenofobia, promoção do trabalho decente, acesso à educação integral e à saúde, lazer e esportes.

 

Pessoas refugiadas tiveram protagonismo não somente nas etapas prévias à conferência, propondo recomendações de medidas práticas que foram amplamente discutidas, mas também na realização deste importante instrumento de participação social das pessoas em situação de refúgio e imigrantes.

 

 

O refugiado Salim esteve presente nas conferências prévias e na conferência principal, assegurando que suas sugestões fossem apresentadas e discutidas nos grupo de trabalhos © ACNUR/MiguelPachioni

 

O refugiado sírio Salim, que há quatro anos vive no Brasil, é um exemplo. Participou das etapas preparatórias, apresentando medidas que visam facilitar a integração de refugiados na cidade, e durante a conferência atuou como delegado para validar parte das 80 propostas que foram encaminhadas à prefeitura.

 

“Acho muito importante termos esse espaço de discussão e apresentação de possíveis rumos à prefeitura. É um momento muito especial para que nossas sugestões de melhoria possam ser ouvidas e possivelmente transformadas em ações práticas que facilitem a nossa integração na cidade. Estamos aqui porque acreditamos e nos esforçamos para a construção de uma cidade cada vez melhor”, afirmou Salim que, atualmente, busca se tornar cidadão brasileiro.

 

A Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania publicará as propostas aprovadas em sua página oficial e atuará para a incorporação progressiva das mesmas no plano municipal de políticas para imigrantes.

 

Histórico

 

A primeira Conferência Municipal foi realizada entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro de 2013, quando então estiveram reunidas 695 pessoas de 28 nacionalidades. Como consequência direta desta conferência, derivou-se a inauguração do primeiro Centro de Referência e Atendimento para Imigrantes (CRAI) do município e a criação da Política Municipal para a População Imigrante (Lei Municipal nº 16.478), implementada em São Paulo no final de 2016.
Fonte: acnur


 

 




Muiltimídia
Vídeo Hino de Madre Assunta CN Notícias: Em Brasília, congregação prepara beatificação de Madre AssuntaConvite para participação na Beatificação de Madre Assunta Encontro Formação Permanente Irmãs Missionárias Scalabrinianas 2015


  HOME

Nossa História

Congregação
Missão
Fundadores
Onde Estamos
Província

Formação

Pastoral Vocacional
Aspirantado
Postulando
Noviciado
Juniorato
Formação Permanente
Sócio-Pastoral

Ação Social
Migração

Educação

Rede de Educação Scalabriniana Integrada
Proposta Pedagógica
Unidades Escolares
Educação Cristã
CESPROM

CESPROM São Paulo
CESPROM Cambucí
CESPROM Vicente Carvalho
CESPROM Jundiaí

Saúde

Pastoral da Saúde
Hospital São José
Santa Casa de Misericórdia
Comunicação

Artigos Downloads
Boletim Partilhar é Viver
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
Informativo MADRE ASSUNTA
Revista Esperança
Últimas Notícias

Fale Conosco